NOTÍCIAS
Trend

Lula Livre: Desembargador que deu ‘liberdade’ a Lula era advogado do PT e virou magistrado por Dilma

Rogério Favreto era filiado ao PT em 1991 e foi alçado a magistrado por Dilma Roussef

Rogério Favreto, o desembargador de plantão que determinou a soltura de Lula, foi filiado ao PT em 1991 e ainda por meio do PT chegou a procurador-geral de Porto Alegre. Na época que Tarso Genro, foi prefeito de Porto Alegre, segundo a Veja, na década de 90, o político alçou Favreto ao cargo público.

Já em 2005, Favreto foi uma das peças importantes da Casa Civil de Lula. Aliás, foi da Casa Civil que Dilma Roussef foi alçada à Presidência da República. Já em 2007, Tarso Genro requisitou Favreto para  Secretaria da Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, ficando até 2010. Neste ano ele deixou o PT.

Favreto se opõe constantemente à Moro 

Logo depois, em 2011, ele foi beneficiado por uma determinação da presidência e virou juiz. Cabe ressaltar, que, segundo informação da revista VEJA, ele não passou por concurso público, o que é ‘normal’ para se conseguir um cargo magistrado. O desembargador então virou juiz do STF e logo depois, desembargador.

Segundo a revista Veja ainda: ‘ Fantasiado de desembargador, há mais de três anos o doutor não perde nenhuma chance de mostrar que é muito grato aos padrinhos e exemplarmente leal ao partido.’, publicou a importante revista brasileira. Ele é o único que discorda das ações de Moro. Cabe lembrar que o TRF-4, é quem revisa as decisões de Moro.

Cabe lembrar também que foi o TRF-4 que aumentou a pena determinada por Sérgio Moro à Lula. Moro tinha imputado 9 anos à Lula e o TRF-4 aumentou a pena para 12 anos.

 

TV MRNews

Tags

HUGO GONSALVES

Formado em Engenharia Elétrica pela UnB, me especializei em jornalismo colaborativo pela FTP em nível de pós-graduação. hugo.reis@oimeliga.combr

Artigos relacionados

Close