NOTÍCIAS
Trend

Caso Tatiane Spitzner: Luís Felipe é indiciado pela morte e por vários outros crimes

Ex-marido de Tatiane Spitzner, Luís Felipe é enfim indiciado por feminicídio com qualificadoras e outros crimes

O Ministério Público do Paraná tinha, até a última segunda-feira (6), para apresentar denúncia contra o suposto assassino de Tatiane Spitzner, o ex-marido Luis Felipe Manvailer. E assim foi feito, o MP-PR apresentou denúncia contra o réu, não só pela morte, mas como por outros crimes.

O biólogo e professor responderá na Justiça pelo crime contra sua ex-esposa, que morreu no dia 22 de julho, por homicídio, mas com quatro qualificadoras. Se aceitas integralmente, todas as denúncias, ele terá se se defender das acusações de feminicídio, meio cruel, dificultar a defesa da vítima e motivo torpe.

Estas são as qualificadoras, ou os agravantes do crime, na visão do MP. Mas não para por aí, ele também foi indiciado por outros crimes. Luís Felipe Manvailer, em depoimento à Justiça, se disse inocente.

Luís Felipe Manvailer, é indiciado por vários crimes

Além do feminicídio e das qualificadoras do crime, o MP-PR também adicionou os crimes de fraude processual e por cárcere privado.

A fraude advém do fato dele tentar limpar a cena do crime e mexer no corpo (quando ele limpou o elevador e retirou o corpo do local). Já o cárcere advém do fato dele não permitir que ela se livrasse da cena, como mostram as imagens, já postadas aqui no MRNews.

“Após a conclusão do presente feito investigatório, angariaram-se mais elementos que demonstram a necessidade da custódia cautelar do acusado, considerando-se que este dentou um comportamento extremamente agressivo e perigoso”, justificou o MP-PR ao pedir que Manvailer continue na cadeia.

Testemunha, amiga de Tatiane, revela prints mostrando que Luís já era violento

Uma testemunha de acusação foi entrevistada no ‘Fantástico’ e revelou prints da advogada, revelando que Luís era violento, bem antes da morte da mulher. Um print abaixo mostra o drama da mulher.

Nas mensagens, entre março e junho deste ano, a advogada relata sentir "medo" e diz que Manvailer tem "ódio mortal" por ela (Foto: Reprodução)
Nas mensagens, entre março e junho deste ano, a advogada relata sentir “medo” e diz que Manvailer tem “ódio mortal” por ela (Foto: Reprodução)

 

Assista os minutos antes de morrer de Tatiane Spitzner

TV MRNews

Tags

HUGO GONSALVES

Formado em Engenharia Elétrica pela UnB, me especializei em jornalismo colaborativo pela FTP em nível de pós-graduação. hugo.reis@oimeliga.combr

Artigos relacionados

Close