NOTÍCIAS
Trend

Caso Rayane: mãe confirma que jovem encontrada morta com cadarço no pescoço é sua filha

A mãe de Rayane Paulino Alves reconheceu o corpo encontrado, confirmando que a jovem está mesmo morta.

Uma situação que intrigava as pessoas que acompanhavam o caso do desaparecimento de Rayane Paulino Alves, acabou de ser esclarecida. A família da jovem ainda tinha a esperança de encontrar a menina de apenas 16 anos, com vida, mas infelizmente não foi isto que aconteceu. O corpo da jovem Rayane acabou sendo encontrado neste domingo, dia 28 de outubro, em Guararema, município da Grande São Paulo.

A jovem morta foi encontrada por volta das 16h com um cadarço enrolado a seu pescoço, no canteiro de uma estrada municipal, perto da rodovia Ayrton Senna. Até então, não se tinha a certeza que o corpo era mesmo da jovem, apesar da semelhança. Entretanto, a mãe precisava dar a última palavra e, durante a manhã desta segunda (29), a mãe da jovem deu a notícia que ninguém queria ouvir. O corpo encontrado e que estava no IML (Instituto Médico Legal) era mesmo da menina. A RecordTV confirmou a informação.

Já no programa Cidade Alerta, de Bacci, algumas situações, após o corpo encontrado começam a se esclarecer. A existência de câmeras no local já está sendo investigada pela polícia e o trajeto da festa onde Rayane teria saído com seu algoz, até onde o corpo foi encontrado, podem revelar muito sobre o criminoso, ou os criminosos. Ainda segundo o jornalista da RecordTV, o caso está muito perto de ser esclarecido.

Mãe confirma que corpo encontrado em Guararema era mesmo de Rayane 

Marlene Maria Paulino Alves, mãe da estudante Rayane Paulino, de 16 anos, foi quem reconheceu o corpo. Ela estava acompanhada do pai da jovem que revelou após reconhecimento:  “Neste momento, eu tenho que cuidar da paz da Rayane. Que tudo o que ela passou, eu acho que ela está no céu, brilhando, e é isso que eu desejo. Eu tenho que cuidar de sepultar a minha filha”, disse.

O corpo ainda permanecerá no IML de Mogi das Cruzes, segundo um dos médicos legistas, para que se façam os exames pertinentes, tanto toxicológicos quanto para identificar um suposto abuso. O cadarço também passará por perícia técnica, para identificação de possíveis vestígios de DNA e impressões digitais.

Corpo foi encontrado a 10 km do local onde o celular de Rayane estava

Outro fato que intriga os investigadores é que, o celular da menina, que foi encontrado intacto em uma moita ao lado de uma rodovia, estava a cerca de 10 km de onde o corpo estava.

TV MRNews

R. HUGO

Especializado em jornalismo colaborativo pela FTP em nível de pós-graduação. suporte@oimeliga.combr

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close