NOTÍCIASPolítica
Trend

Acusada pelo filho de ser mentora intelectual do crime, Flordelis agora é suspeita de fraudar provas e pode ser presa

A morte do pastor Anderson do Carmo.ainda é um grande mistério para a polícia, mesmo tendo dois réus confessos.

Fraudar documentos e provas, esta é a acusação pela qual Flordelis dos Santos de Souza do PSD, está sendo investigada. A deputada é suspeita de fraudar a carta em que o filho confessaria a morte de Anderson do Carmo. O jornal O Globo deu a notícia e, segundo dados extraídos do celular da autoridade legislativa e de duas netas de Flordelis, existem inconsistências no processo.

Na época, Lucas Cezar dos Santos, teria admitido na cara, participação no assassinato, o que sempre havia negado. Ele ainda acusou outro irmão, o vereador Wagner Andrade Pimenta, conhecido como Misael, de envolvimento no crime. Misael, filho afetivo de Flordelis, acusa a mãe de ser mentora intelectual da morte de Anderson.

Suspeita de fraude

Segundo informações da 3ª Vara Criminal de Niterói, há fortes indícios, após análise dos celulares, de que a carta foi uma grande farsa envolvendo a deputada. A polícia descobriu que a parlamentar se comunicava no Whatsapp com Andreia Santos Maia, mulher do preso Marcos Siqueira Costa, que estava no mesmo presídio dos filhos de Flordelis.

Em uma das conversas, a deputada envia para a interlocutora um comprovante de transferência bancária de R$ 2 mil feito no dia 16 de setembro em nome de Flordelis para Jailton Reis Dantas. A polícia identificou que ele é cadastrado como visitante de Marcos. Em um trecho da conversa, a mulher diz a Flordelis que “pagaram o Lucas”.

Preso há 14 anos, Marcos Siqueira Costa é ex-policial militar foi condenado a 480 anos e seis meses de prisão por participação na maior chacina do estado do Rio, a da Baixada Fluminense, em março de 2005. Na chacina, 29 pessoas foram mortas em Nova Iguaçu e Queimados.   Em outro trecho da conversa entre Andreia e Flordelis, a mulher do ex-PM diz que o marido é muito respeitado na área da segurança. “Se você se sentir insegura, ele coloca alguém pra você, tá? O Flávio pediu, caso necessário”, escreveu Andreia.

 

TV MRNews

Etiquetas

R. HUGO

Especializado em jornalismo colaborativo pela FTP em nível de pós-graduação. suporte@oimeliga.combr

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar