NOTÍCIASPolítica
Trend

Lula Livre: ex-presidente é solto, discursa e ataca Moro, Bolsonaro, MPF e PF

Ex-Presidente já deu o tom que deve adotar, após a soltura, beneficiado por uma decisão do STF.

Lula foi solto pela Justiça, na tarde desta sexta-feira (8) e inclusive, já usou o momento para discursar, ao lado de pessoas correligionárias, como Lindberg, Gleisi Hoffman, Fernando Haddad e outros. Em seu discurso, ele acirrou os ânimos dos simpatizantes e aproveitou para atacar Bolsonaro. Lula passou 583 dias em cela improvisada na PF do Paraná.

Na sequência, criticou Moro, MPF (Ministério Público Federal) e PF. “Trabalharam para tentar criminalizar a esquerda, o PT, o Lula. E eu não poderia ir embora daqui sem poder cumprimentar vocês [mlitantes]”, disse. Em outro momento ele ainda atacou pessoalmente a pessoa do Moro. Disse que se juntar alguns investigadores da PF, a Força Tarefa e Moro num liquidificador não ‘sobraria nada’.

Sobre Bolsonaro, ele criticou o rumo do país, dizendo que o país piorou e disse não ter uma ‘equipe’ no Twitter oficial, informando que tinha apenas, uma pessoa cuidado de suas redes.

Eduardo Bolsonaro reagiu:

LULA não será adversário porque LULA está acabado politicamente. O povo precisa parar de dar a esse cachaceiro uma importância que ele não tem mais.

Lula é solto

O que já era esperado, aconteceu. Por 6×5, venceu a política libertária de condenados em segunda instância. O congresso, que poderia desfazer a situação, entretanto, não deve interferir no assunto, neste momento. Desta forma, milhares de condenados devem pedir liberdade após a decisão.

Diante da decisão libertária, Lula pode ser solto a qualquer momento. Condenado em segunda instância, a defesa do ex-presidente já pediu, imediatamente, a libertação do condenado.

A decisão caberá ao juiz Danilo Pereira Jr., que cobre as férias da juíza Carolina Lebbos, responsável pela execução da pena de Lula na 12ª Vara Federal de Curitiba. A Justiça não tem prazo para decidir a respeito do pedido. Pereira está apto para despachar sobre o tema desde as 12h50. Lebbos retorna das férias no dia 22 de novembro

Lula está preso na sede da PF (Polícia Federal) em Curitiba desde 7 de abril de 2018 por conta do caso do tríplex. A condenação já foi confirmada pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), que seria uma espécie de terceira instância, mas ainda não foi analisada pelo STF.  A defesa diz que a soltura deve ser imediata, pois não há mais discussão após a decisão do órgão superior.

Atualização: Por volta das 17:20hs Lula foi solto e discursou, inclusive, com ataques ao atual presidente, Jair Bolsonaro.

TV MRNews

Etiquetas

R. HUGO

Especializado em jornalismo colaborativo pela FTP em nível de pós-graduação. suporte@oimeliga.combr

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar