NOTÍCIASPolítica
Trend

Bolsonaro manda recado sobre Lula: ‘canalha, está momentaneamente livre’

Ânimos políticos estão acirrados após política libertária brasileira.

E o Brasil agora está cheio de condenados em segunda instância da Lava-Jato e de outros crimes de ‘colarinho branco’ soltos. Na manhã deste sábado, horas depois de Lula ser solto, Bolsonaro mandou um recado a seus fãs: ‘Não dê munição ao canalha, que está momentaneamente livre’

Cabe lembrar que houve, neste 9 de novembro, várias manifestações em todo o Brasil, onde o alvo era o STF, que esta semana, decidiu mudar o entendimento sobre a prisão em segunda instância e determinou que o condenado nesta instância, não deve ser preso. O argumento é a ampla defesa do réu.

Por sua vez, Lula tem atacado todo mundo e para todo lado. Ele já atacou Moro, Bolsonaro e a Globo, que aliás, virou desafeta política de esquerda e direita. Lula também já se encontrou com José Dirceu, outro ‘lavajateando’ que foi liberto após a decisão do STF. A verdade é uma só: Natal em família este ano não vai poder ter amigo oculto mais, ou então, as famílias terão que se dividir entre vermelho x verde e amarelo.

Ataques à PF, MPF, Moro e Bolsonaro

Lula foi solto pela Justiça, na tarde desta sexta-feira (8) e inclusive, já usou o momento para discursar, ao lado de pessoas correligionárias, como Lindberg, Gleisi Hoffman, Fernando Haddad e outros. Em seu discurso, ele acirrou os ânimos dos simpatizantes e aproveitou para atacar Bolsonaro. Lula passou 583 dias em cela improvisada na PF do Paraná.

Na sequência, criticou Moro, MPF (Ministério Público Federal) e PF. “Trabalharam para tentar criminalizar a esquerda, o PT, o Lula. E eu não poderia ir embora daqui sem poder cumprimentar vocês [mlitantes]”, disse. Em outro momento ele ainda atacou pessoalmente a pessoa do Moro. Disse que se juntar alguns investigadores da PF, a Força Tarefa e Moro num liquidificador não ‘sobraria nada’.

Sobre Bolsonaro, ele criticou o rumo do país, dizendo que o país piorou e disse não ter uma ‘equipe’ no Twitter oficial, informando que tinha apenas, uma pessoa cuidado de suas redes.

Eduardo Bolsonaro reagiu:

LULA não será adversário porque LULA está acabado politicamente. O povo precisa parar de dar a esse cachaceiro uma importância que ele não tem mais.

 

 

TV MRNews

Etiquetas

R. HUGO

Especializado em jornalismo colaborativo pela FTP em nível de pós-graduação. suporte@oimeliga.combr

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar