NOTÍCIAS
Trend

Caso Daniel: suspeito era conhecido como ‘Juninho Riqueza’ e tem extensa ficha policial

Edison Brittes Junior, Juninho Riqueza, assim como é conhecido o suspeito que confessou o crime contra o jogador Daniel Corrêa, já tinha passagem pela Polícia por outros dois crimes. Entretanto, agora, em reportagem na RecordTV, a ficha criminal de Edison Brittes Júnior é bem maior, e em vídeo, que pode ser visto ao final do artigo, Bruno Piruca, do ‘Cidade Alerta’, revelou uma sequência de delitos, aos quais Juninho responde ou já respondeu.

O empresário Edison Brittes, a esposa Cris e a filha Allana continuam detidos pela morte do jogador Daniel Corrêa Freitas. Segundo ainda a RecordTV, a prisão da filha e da esposa aconteceu para que seja esclarecida a acusação feita por uma das testemunhas, considerada a testemunha-chave do caso, que em depoimento, disse que foi coagido pela família e, ao se negar a compactuar com o fato, teria sido ameaçado.

Longa ficha criminal de Juninho

Durante as investigações, a polícia teve acesso ao apelido de Edison, Juninho Riqueza. Assim ele era conhecido pelos amigos e publicamente, inclusive, ele se autointitulava assim. Ao menos foi a constatação feita pelo apresentador do programa da emissora de Edir Macedo, já que a própria casa do suspeito, está identificada no ‘Google Maps’ como ‘Juninho´s Riqueza House’, ou a casa de Juninho Riqueza.

Dentre as passagens de Edison pela polícia estão, principalmente, porte de arma de fogo, disparo de arma de fogo e adulteração de veículos.

Segundo o vídeo a seguir do programa da RecordTV, em janeiro deste ano, vizinhos alegaram ouvir disparos de dentro da residência do suspeito e ao chegarem a casa, os policiais foram impedidos de entrar. A esposa, Cristiana, disse que houve um desentendimento na residência, mas negou disparos no interior da casa.

Em junho, também de 2018, Edison foi parado em uma rodovia quando diria em alta velocidade. O veículo foi vistoriado e foi encontrada uma arma municiada e um carregador de arma de fogo, também com projéteis. Ao final da vistoria, Juninho ouviu voz de prisão e foi levado à central de flagrantes. O delegado arbitrou fiança, que foi paga pela esposa do empresário.

Dentre outros processos, aos quais responde Edison, ainda estão porte ilegal de armas, crime contra a pessoa, crime contra o patrimônio e adulteração de veículo.

Assista à reportagem:

O que mais se sabe:

Caso Daniel: suspeito era conhecido como ‘Juninho Riqueza’ e já tinha ficha policial [VIDEO]

Caso Daniel: depoimentos de suspeito do crime e testemunhas divergem [VIDEO]

Caso Daniel: filha de suspeito teria enviado mensagens para mãe do jogador após crime [VIDEO]

TV MRNews

R. HUGO

Especializado em jornalismo colaborativo pela FTP em nível de pós-graduação. suporte@oimeliga.combr

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close