ENTRETENIMENTONOTÍCIASSERVIÇOS
Trend

Motorista da Record é demitido e processa Geraldo Luis por assédio e racismo

Apresentador da RecordTV se defende das acusações feitas por Ismael Oliveira, autor de um processo contra Geraldo Luís e a emissora.

Geraldo Luís sofreu, há alguns meses, uma acusação de racismo e assédio moral de um dos motoristas da RecordTV, Ismael Oliveira Silva, 47 anos. O homem já havia feito um Boletim de Ocorrência com acusações supracitadas, mas o assunto havia sido ‘esquecido’ pela imprensa. Entretanto, segundo o jornalista Daniel Castro, do UOL, o caso voltou à tona, pois o motorista foi demitido da Record. Ismael, inclusive, entrou com um processo civil e trabalhista envolvendo a emissora e o apresentador.

Geraldo, atualmente, é o apresentador do Domingo Show, e está sendo acusado de chamar a vítima de ‘neguinho’, ‘porcaria’ e ainda de praticar o assédio durante quase 10 anos.

Na época do B.O. a Record chegou a tratar o homem como ‘subalterno’. Na nota dada pela emissora no passado ela revelou que ‘Geraldo se comprometeu a respeitar funcionários subalternos da casa.’, o que foi criticado à época.

Ismael era câmera de Geraldo Luís e acusa apresentador de chamá-lo de ‘neguinho’

Ismael, revelou que desde 2010 sofre assédio moral e com o racismo de Geraldo. Porém, a gota d´água aconteceu quando o motorista foi até o local onde o famoso estava para conduzi-lo e assim que chegou o dono do ‘Domingo Show’ teria falado palavras de baixo calão e dito que o homem seria uma ‘porcaria’. Ainda teria chamado o produtor para retirar suas coisas do veículo e se recusou a ser conduzido pela vítima.

O funcionário então procurou o RH da RecordTV que fez uma sindicância interna e acabou inocentando o apresentador e expondo a nota com o compromisso de Geraldo.

Agora, entretanto, Ismael foi demitido e decidiu colocar na Justiça seu ex-empregador e o desafeto.

O que diz Geraldo Luís?

Em nota a assessoria de Geraldo já começa negando tudo e dizendo se tratar de afirmações inverídicas: “As afirmações são absurdas e absolutamente inverídicas!”, começa a nota.

Ainda em sua defesa, Geraldão diz que seu pai era negro, assim como sua avó e que ele se orgulha das origens, justificando que não é racismo. Aliás, Geraldo repudia qualquer tipo de discriminação.

Sobre o processo, a nota ainda revela que trata-se de um direito que Ismael tem, mas que terá também que responder por suas inverdades citadas à Justiça. Também cita a nota da RecordTV, na época da denúncia interna feita pelo motorista que foi apurada pela emissora e o apresentador acabou ‘inocentado’.

Por fim a nota relembra que Ismael foi demitido e este seria um possível motivo para que Ismael entrasse com a ação. Ainda desejou ao autor do processo boas energias.

TV MRNews

R. HUGO

Especializado em jornalismo colaborativo pela FTP em nível de pós-graduação. suporte@oimeliga.combr

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close