NOTÍCIASSERVIÇOS
Trend

Campeã de artes marciais russa morre eletrocutada após celular ligado cair na banheira

Irina Rybnikova, uma adolescente russa com futuro promissor no esporte, morreu após ser eletrocutada por celular

Muita gente desconhece ou ignora os riscos de manusear um celular carregando ligado a tomada. Vários são os casos graves de ferimento e de morte em situações onde o aparelho eletrocuta o usuário.

Uma jovem de apenas 15 anos, com um futuro extremamente promissor nas artes marciais, teve a vida ceifada pelo mesmo motivo. Desta vez, ainda houve um agravante, já que ela estava no banho quando o celular caiu e acabou culminando em sua morte.

O caso aconteceu na Rússia, na cidade de Bratsk, no último final de semana, com Irina Rybnikova, de 15 anos, que é lutadora.

A jovem colocou seu iPhone para carregar e iniciou seu banho de banheira. Entretanto, em determinado momento, o aparelho acabou caindo na banheira, eletrocutando a jovem.

Jovem de 15 anos morre eletrocutada por celular

A menina teria morrido na mesma hora e quem encontrou o corpo foi a irmã mais velha de Irina, Tatiana, de 25 anos.

Diante da cena, não foi difícil concluir o que havia acontecido, já que o aparelho celular, conectado à tomada estava caído dentro da banheira . Ao jornal “Komsomolskaya Pravda“, a irmã mais velha da vítima declarou que a caçula era “uma menina linda em diversos jeitos”. Ela também lamentou a morte e disse que a família estava completamente transtornada e que a casa estava mais vazia sem a presença de Irina.

Irina era campeã de Panktration, que é uma arte que envolve socos do boxe, com a tentativa de derrubar o adversário usando técnicas de luta-livre, outro esporte muito comum na Rússia. Irina, inclusive, havia sido convocada pela Rússia, para representar o país em um torneio internacional juvenil.

Outros casos similares

Esse não foi o único caso já noticiado de morte em banho usando celular.

No último ano, por exemplo, a notícia da morte de outra adolescente, Madison Coe, de apenas 14 anos, também chocou o mundo. Ela estava em condições semelhantes a Irina. A adolescente tomava banho em uma banheira e ligou a fonte de carregamento do aparelho em uma extensão, usando-o durante o banho.

A extensão acabou caindo na água e o choque foi imediato, assim como a morte da adolescente. Os pais da menina, inclusive, postaram a última foto da filha para alertar aos perigos da atitude de tomar banho e usar o celular.

Aqui no Brasil, em junho deste ano, um estudante de 16 anos morreu após receber uma descarga elétrica ao atender o próprio celular na cidade de Tianguá, interior do Ceará. O celular estava ligado à rede elétrica e quando o menino tocou no aparelho, acabou recebendo a descarga fatal.

TV MRNews

Tags

R. HUGO

Especializado em jornalismo colaborativo pela FTP em nível de pós-graduação. suporte@oimeliga.combr

Artigos relacionados

Close