ENTRETENIMENTONOTÍCIAS
Trend

Advogados tentam liminar, mas pedido é negado no Caso Neymar

Advogados do Rio e São Paulo que não teriam sido constituídos pelo jogador tiveram pedido liminar negado.

O jogador Neymar está passando por maus momentos nos últimos dias. Acusado de ter abusado da modelo Nájla Trindade, o jogador decidiu divulgar mensagens trocadas com a moça no Whatsapp. Entretanto, houve também o vazamento de fotos particulares da modelo Nájla , o que pode ser configurado como crime.

O jogador inclusive, já depôs sobre o assunto na última quinta feira (6) e se colocou à disposição das autoridades para maiores esclarecimentos. Ao fim da oitiva, que durou cerca de uma hora e meia, o jogador não falou com a imprensa e apenas agradeceu o carinho dos fãs.

Já nesta sexta-feira, entretanto, o jogador sofreu a primeira derrota em relação ao caso de vazamento das fotos da loira. A Justiça do Rio de Janeiro negou nesta sexta-feira (07) um pedido feito para interromper a investigação que é conduzida contra Neymar pelo vazamento imagens íntimas de Nájla Trindade. O mais inusitado do caso é que, este pedido, não foi feito pelos advogados do jogador. 

Neymar não consegue paralisar a investigação sobre vazamento de fotos na Justiça

Nájla Trindade acusa o jogador de tê-la abusado de forma violenta e, por isto, falou muitas vezes em Justiça. Já a defesa do jogador nega estas acusações.

Por outro lado, cabe lembrar também que Neymar é investigado pelo vazamento das fotos da modelo. Lembre-se que são dois casos distintos, apesar de alguma correlação. Sobre esta investigação,  os advogados Flavio Menezes Bacellar, do RJ, Luiz Gustavo Vicente Penna, Thalita Cristina da Silva Leite e Felipe Gomes Mano, de SP, alegaram “presença de excludente de ilicitude em fato praticado pelo paciente” na solicitação por um Habeas Corpus que travasse o inquérito. Segundo informação apurada pelo UOL, esses advogados NÃO teriam sido constituídos por Neymar.

O habeas corpus é uma medida de urgência, por isso pode ser proposto sem procuração do beneficiário, chamado de paciente. É, entretanto, extremamente incomum que advogados não constituídos proponham a medida contra a vontade ou sem consultar o paciente e seus procuradores constituídos.

Os atuais advogados do jogador, inclusive, negam ter participação no pedido a intervenção de colegas de profissão em nome de seus clientes. Os advogados constituídos pelo jogador são: Davi Tangerino e Salo de Carvalho. O Juiz, por sua vez, não viu nenhuma ilegalidade em relação à investigação e, por isto, não concedeu a liminar.

neymar e Najila Teixeira, mensagens de WhatsApp (Reprodução RecordTV)
neymar e Najila Teixeira, mensagens de WhatsApp (Reprodução RecordTV)

NOTA DE ESCLARECIMENTO:

Após 10 dias da informação obtida pelo UOL ESPORTES, o MRNews foi comunicado pelos advogados em questão, tomando como base a nota da mesma fonte que revela que:  “Estratégia de Neymar ao vazar fotos pode isentá-lo de crime virtual … – Veja mais em https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2019/07/01/estrategia-de-neymar-ao-vazar-fotos-pode-isenta-lo-de-crime-virtual.htm?cmpid=copiaecola”

Da seguinte situação:

“Sertãozinho, 01 de julho de 2019.
NOTA DE ESCLARECIMENTO
Complexo Jurídico Dr. Penna, por intermédio do seu fundador, Luiz
Gustavo Vicente Penna, inscrito na Ordem dos Advogados do brasil
número 201.063, com sede na cidade de Sertãozinho, na Rua Jose
Bonini, 2007, vem, respeitosamente, após ser comunicado pela mídia
regional sobre a REPORTAGEM DA UOL publicada nesta data
(https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2019/07/01/estrategia-de-neymar-ao-vazar-fotospode-isenta-lo-de-crime-virtual.htm), para destacar que é com grande satisfação
que tomamos conhecimento que os advogados do senhor Neymar,
resolveram, por bem, adotar a tese sempre levantada e desenvolvida por
nossa equipe, qual seja, que o atleta agiu com fulcro no artigo 218 C,
parágrafo segundo, do Código Penal e na excludente de culpabilidade da
inexigibilidade de conduta diversa.
Em razão disso, como únicos legítimos detentores do direito de
defender esta tese via Habeas Corpus em favor do atleta, haja vista
os advogados constituídos não poderem alegar esta mesma tese em sede
recursal, destacaremos que continuaremos pela procedência do Habeas
Corpus impetrado perante a 41 Vara Criminal da Comarca do Rio de
Janeiro.
Por fim, à título de informação a imprensa regional, haja vista o processo
estar em segredo de justiça, comunicamos que, nesta data, estamos
protocolizando agravo regimental perante o Tribunal de Justiça do
Estado do Rio de Janeiro (segunda Instância), reforçando a tese
arguida, bem como requerendo a extinção/arquivamento do
inquérito policial.
Ademais, na luta incansável pela estabilização da segurança jurídica
indispensável em um Estado Democrático de Direito, acreditamos no
êxito desta tese (antes defendida de forma isolada por nossa equipe e
rechaçada pelos defensores constituído pelo atleta), bem como das
demais providências.
Att.
Complexo Jurídico Dr. Penna
Prof. Ms. Luiz Gustavo Vicente Penna”

TV MRNews

Tags

R. HUGO

Especializado em jornalismo colaborativo pela FTP em nível de pós-graduação. suporte@oimeliga.combr

Artigos relacionados

Close