NOTÍCIASPolítica
Trend

Após Bolsonaro ‘decretar’ o fim da Globo em 2022 empresas decidem boicotar a emissora

Segundo o Blog do Esmael, empresas em Curitiba já anunciaram que não irão mais anunciar na emissora.

Segundo o Blog do Esmael Morais, ao menos duas empresas já entraram na ‘onda Bolsonaro’ e decidiram não mais anunciar na Globo, empresa da família Marinho. Tudo começou após a divulgação de uma notícia no JN, Jornal Nacional, que associou o nome do presidente ao assassinato de Marielle Franco.

Apesar da perícia comprovar que quem autorizou o acesso do suposto assassino no condomínio onde Jair Bolsonaro mora e, também comprovar que ele não estava no Rio de Janeiro no dia do crime, a emissora insistiu em cobrar das autoridades sobre as supostas falhas na investigação.

Diante disto, segundo o blog, duas empresas no Paraná decidiram se compadecer da situação, apoiar Bolsonaro e não mais investirem seu marketing na Globo.

Duas empresas no PR decidem não investir na Globo

A Rede de Supermercados Condor e a Habitec Imóveis, do ramo imobiliário, por meio de suas agências, informaram que não irão renovar contratos de propaganda com a Vênus Platinada, a poderosa Globo. As empresas decidiram apoiar o presidente em sua ‘guerra’ contra a Plim Plim.

Segundo o comunicado da Condor, por exemplo: “Entendemos que em vista da franca recuperação econômica do nosso país, a emissora não deve ser somente imparcial, mas também não deve dar publicidade a notícias sensacionalistas, que só servem de especulação e municiam os que se opõem ao progresso do nosso Brasil”, diz um comunicado do Condor.

Os defensores de Bolsonaro, claro, comemoraram a decisão das empresas. Leia tudo sobre política AQUI. 

TV MRNews

Etiquetas

MR News

Especializado em jornalismo colaborativo pela FTP em nível de pós-graduação. [email protected]

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar