CoronavírusNOTÍCIAS
Trend

Abertas inscrições para voluntários em vários estados, para teste de vacina da Covid-19, veja como se inscrever

O governo do estado de São Paulo informou nesta segunda-feira, 13, o início das inscrições de voluntários para a terceira fase de testes da vacina contra o coronavírus desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac. A realização dos testes será feita em parceria com o Instituto Butantan, com o apoio do governo de São Paulo. Após o recrutamento, a vacina deve começar a ser aplicada no dia 20 de julho em 9 000 voluntários dos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná e Distrito Federal.

Quem pode se candidatar?

Podem se candidatar profissionais de saúde que estejam na ativa, que ainda não tenham contraído a doença e morem perto do centro de pesquisa onde se inscreveram. Candidatas mulheres não podem estar grávidas nem planejar engravidar nos próximos três meses. Os voluntários também não podem ter doenças instáveis ou que precisem de medicações que alterem a resposta do sistema imunológico.

Essa é a segunda vacina contra o novo coronavírus que será testada no país. Em junho foram iniciados os testes com o imunizante desenvolvido pela Universidade Oxford em parceria com a farmacêutica britânica Astrazeneca.

A CoronaVac, vacina da Sinovac, usa uma versão do vírus inativado, ou seja, que não tem capacidade de se replicar no organismo e causar a doença. Essa é a tecnologia mais tradicional de desenvolvimento de vacinas, usada no imunizante contra hepatite e gripe, por exemplo.

Para candidatar-se: https://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/vacina

 

Vacina em Moscou

Os avanços em relação à nova vacina da Covid-19 são numerosos e a expectativa da população, maior ainda. Neste sentido, vários são os laboratórios, países e empresas, envolvidas no desenvolvimento de uma vacina que seja efetiva contra a Covid-19. E a boa notícia, desta vez, vem de Moscou na Rússia.

Os pesquisadores da Universidade Sechenov, em Moscou, Rússia, informaram que os ensaios clínicos da vacina contra a Covid-19 foram bem-sucedidos, sendo que os voluntários foram divididos em dois grupos para que a segurança do medicamento pudesse ser comprovada.

A Universidade Sechenov concluiu com sucesso os testes em voluntários da primeira vacina contra o coronavírus do mundo“, afirmou o diretor do Instituto de Medicina e Biotecnlogias, Vadim Tarasov, à agência Sputnik.

Vacina segura contra a Covid-19

 

A unidade de Doennças Tropicais e Transmissíveis da Universidade Sechenov, fez questão de ressaltar que a vacina é segura, por isso todos podem ficar tranquilos. O cientista da universidade em questão ainda fez questão de dizer: Esta etapa mostrou que a segurança da vacina […] está em pé de igualdade com a de outras vacinas no mercado“, explicou Aleksandr Lukashev.

Em relação aos efeitos colaterais da vacina, sabe-se que nada além do trivial, como vermelhidão e alguma reação local. Entretanto, nada a se preocupar, inclusive, os testes são considerados um sucesso.

 

 

TV MRNews

Botão Voltar ao topo